Buscar
  • Redação Santiago

Brasil: O país da TV? Ou o país do vídeo?

Você provavelmente já ouviu falar que o Brasil é o país da TV. De fato, mesmo com o rápido avanço da internet, é inegável o legado cultural deixado por esse tipo de mídia. Fundada por Assis Chateubriand, em 1950, a TV Tupi foi o primeiro canal de televisão no país, e de lá para cá a TV passou a ser parte integral de muitas famílias brasileiras.


Ilustrando essa realidade, uma pesquisa do IBGE de 2016 concluiu que somente 2,8% da população não possui um televisor em casa. Isso significa que mesmo com a queda exponencial do volume de audiência da TV no Brasil, a plataforma segue sendo um dos produtos mais consumidos pelos brasileiros.


Porém, se analisarmos mais profundamente, o Brasil não é o país da TV, mas sim o país do vídeo. O brasileiro tem uma maior proximidade com o formato audiovisual também em outras mídias, tanto que é o segundo país com maior acesso ao Youtube, perdendo somente para os Estados Unidos. De acordo com uma pesquisa de 2018, realizada pelo Google Provokers, o Youtube é 5x maior em comparação com a TV aberta e 7x maior em comparação às redes sociais. Segundo a mesma pesquisa, o consumo médio de vídeo online no País é de 19 horas semanais - um crescimento de 135% na comparação com 2014, diz o levantamento.


Portanto, a plataforma de reprodução de vídeos do Google, o Youtube, segue sendo o meio favorito do brasileiro para assistir vídeos - é o preferido de 44% dos entrevistados, seguido por Netflix (22%) e WhatsApp (12%). A televisão tradicional aparece apenas em quarto lugar, com 8% da preferência.


Se o Youtube é a plataforma favorita dos brasileiros para assistir vídeos. O que a sua empresa está fazendo para conquistar o seu cliente nesse campo do mercado digital?

A Santiago Vídeos segue antenada nas mudanças e tendências do mercado audiovisual. Clique aqui e confira o nosso portfólio no Youtube. Ficou interessado nos serviços da Santiago?


Entre em contato e faça uma consultoria agora mesmo!

21 visualizações0 comentário